Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

CAMPANHA SALARIAL 2015: Começam as negociações com a CAIXA

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
28/08/2015 - 08:47
caixa-28-de-agosto-81619117.jpg

            Nesta quinta-feira, 27, em Brasília, a Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação (CEBNN/CONTEC) se reuniu com a Caixa Econômica Federal para primeira reunião de negociações da Campanha Salarial de 2015. A Comissão Caixa teve a coordenação do superintendente nacional de Gestão de Pessoas, Sebastião M. Andrade, e a Comissão CONTEC - composta por José Maria Loureiro - FEEB/SP/MS, Willian Roberto Louzada - SEEB/GO, Sergio Luiz da Costa - SEEB/GO, Célio Alencar - SEEB/TO, Eudimar Bandeira - SEEB/AM, Marcos Barcellos - ADVOCEF, Carlos Castro - ADVOCEF, José Murilo M. dos Reis - ANEAC, Ana Cristina Gomes dos Santos - ANEAC, Jairo Dantas - AUDICAIXA, Luciane Korman - AUDICAIXA - a coordenação da Diretora de Finanças, Rumiko Tanaka.

            A reunião teve início com a apresentação pela Caixa sobre o momento político e econômico do país e a inserção do Banco no atual contexto. A representação da Caixa informou que a expansão da rede teve seu fim e que vive um outro momento de adequação ao mercado, que avaliou como de extrema dificuldade. Ao mesmo tempo a Comissão CONTEC posicionou que espera que as negociações evoluam sinergicamente, e que possamos avançar nas conquistas dos empregados sem que tenhamos que apelar para a greve da categoria.

            Com a discussão de cláusula de isenção de tarifas e menores juros de operação de crédito para empregados, a comissão CONTEC cobrou da Caixa melhoria nas taxas cobradas aos empregados e ainda a inclusão dos aposentados e pensionistas nessa isenção. A Caixa respondeu colocando a dificuldade junto aos órgãos controladores e pontuou que pratica essa isenção com as menores taxas para os seus empregados, com manifesto pela manutenção das cláusulas no formato do acordo anterior.

            Referente às cláusulas relativas a ausências permitidas, a Caixa colocou que apenas mantém o mesmo teor do acordo em vigência, sem qualquer atendimento às reivindicações de avanços pleiteados pelos empregados.

            Sobre as discussões das cláusulas sociais a Caixa manteve o acordo vigente, assumindo o compromisso de rever apenas as tarifas para financiamentos habitacionais. Nenhum avanço.

            A comissão CONTEC cobrou a imediata contratação de empregados para suprir as demandas existentes em todas as áreas, principalmente na rede, onde estão ocorrendo inúmeros casos de adoecimento, por conta da falta absoluta de empregados, o que precariza ainda mais o ambiente de trabalho. A Caixa se limitou a dizer que vai cumprir o acordo 2014 de contratar 2 mil empregados até o dia 31/12, o que não resolve o problema de falta de empregados, pois somente no PAA se desligaram da empresa cerca de 3.200 empregados.

            A CONTEC ainda solicitou a imediata revogação da Circular Interna 051/2015 GEINP/GELOG, que trata do desligamento dos aparelhos de ar condicionado em horários de trabalho interno das unidades. Por fim, a CONTEC mencionou os danos da aprovação do Projeto da Terceirização que precariza as relações de trabalho no ambiente financeiro.

Fonte: CONTEC

CLIQUE AQUI e veja o informativo Sindicato em Ação
Tópicos:
visualizações