Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

‘A CAIXA É TODA SUA’: Ato Público em defesa da CAIXA

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
29/10/2019 - 16:11
materia-geral-600x400px-71018183.jpg

    O Sindicato dos Bancários no Estado de Goiás (SEEB-Goiás) e a Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal de Goiás (APCEF/GO) conclamam os empregados da Caixa Econômica Federal para participarem do Ato Público, que será realizado nesta quinta-feira, 31, das 10 às 11h, na porta da agência Anhanguera (prédio azul), centro de Goiânia. O ato marca o lançamento da campanha nacional ‘A CAIXA É TODA SUA’, conduzida pelo Comitê Nacional em Defesa da Caixa contra a venda – já em andamento – das partes lucrativas da empresa.  Desde o primeiro semestre, a nova direção do banco promove o “desinvestimento” da instituição, com a venda (abertura de capital) da Caixa na bolsa de valores, pela primeira vez em 158 anos.           
    O presidente do SEEB-Goiás, Sergio Luiz da Costa, reforça a importância de todos os empregados da Caixa Econômica Federal,  participarem desta luta. É através destas mobilizações promovidas pelas entidades representativas dos bancários, dos empregados e da sociedade que vamos conseguir barrar qualquer proposta de abertura de capital da instituição financeira. Contamos com a participação de todos para defender essa empresa de 158 anos. Não podemos permitir retrocesso! A Caixa é do povo! vamos defender este patrimônio que pertence a todos os brasileiros.
    A equipe econômica do governo está priorizando a venda das subsidiárias que dão mais lucro, como as áreas de Cartões,  Seguros e loterias e gestão de ativos. A gestão do FGTS também pode ser privatizada. Reconhecida como o banco dos brasileiros e agente das principais políticas públicas do país, a Caixa, além de empresa financeira, atua como indutor do desenvolvimento regional, principalmente nos municípios mais carentes do Norte e Nordeste. Vender o banco é parar programas  e serviços como saneamento básico, financiamento estudantil (Fies), Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida.

A HORA É AGORA! JUNTOS EM DEFESA DA CAIXA.

CLIQUE AQUI e veja o informativo em pdf

Tópicos:
visualizações