Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

Para roubar banco, criminosos seqüestram gerente e família dele

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
17/02/2014 - 10:14

O gerente do Banco do Brasil de Pirenópolis e a família dele, a esposa e uma neta, foram vítimas de um sequestro que teve início às 19 horas de quinta-feira (13) e terminou apenas na manhã da sexta-feira (14).

O agente da Polícia Civil (PC) Alessandro Curado, que participa das investigações, relatou que na noite de ontem, quando o funcionário do banco chegou à casa onde mora, a família já era refém de pelo menos cinco sequestradores. “Eles pediram para o homem ficar calmo porque eles estavam ali apenas para assaltar o banco”, disse o policial.

Após a chegada do gerente à residência, o policial contou que a esposa e a neta dele foram colocadas em um carro, que as levou para outro lugar. Conforme Curado, os sequestradores afirmaram ao gerente da agência bancária que só iriam liberar a família dele após o assalto ser realizado.

Hoje, por volta das 7h30, dois assaltantes conduziram o gerente até o banco. “Eles falavam que não era para o homem chamar a polícia e nem falar nada para ninguém, senão eles fariam algo com a família dele”. Ao chegar no banco, o segurança percebeu a ação, entretanto foi informado pela vítima que os familiares dele haviam sido sequestrados.

Depois do assalto à agência, o funcionário do local foi liberado. Na saída da cidade turística, na direção da BR-153, mulher e neta do gerente foram abandonadas pelos sequestradores. Alguns quilômetros à frente, os criminosos abandonaram um veículo Fiat Palio Weekend, com placa de Brasília. A polícia suspeita que o carro seja clonado.

De acordo com o agente Alessandro, nenhuma vítima sofreu agressões físicas da quadrilha. Peritos da PC já estiveram na cidade e analisaram o automóvel apreendido pela polícia, posteriormente o veículo será encaminhado para outras análises em Goiânia. Nenhum dos sequestradores foi identificado ainda. As vítimas devem prestar depoimento nos próximos dias.

Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) e o Grupo Antirroubo a Banco (GAB) estiveram no local. A quantia roubada ainda não foi divulgada pelo estabelecimento.

Fonte: O Hoje
Tópicos:
visualizações