Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

MP aumenta alíquota de PIS e Cofins para importação

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
02/02/2015 - 09:36

O governo publicou na sexta-feira (30) a Medida Provisória 668, que aumenta as alíquotas da contribuição para o Programa de Integração Social (PIS/Pasep Importação) e para a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins-Importação); a alíquota subirá de 9,25% para 11,75%; segundo o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a alta foi necessária para corrigir a distorção provocada pelo STF, que eliminou o ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins das mercadorias importadas; o governo espera obter R$ 700 milhões neste ano com os tributos sobre as mercadorias importadas

 

O governo publicou na sexta-feira (30), em edição extra do Diário Oficial da União, a Medida Provisória 668, que trata do aumento das alíquotas da contribuição para o Programa de Integração Social (PIS/Pasep Importação) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins-Importação). A alíquota subirá de 9,25% para 11,75%, conforme já anunciado pelo Ministério da Fazenda.

A medida provisória altera uma lei de 2004 que estabelece as alíquotas de Pis e Cofins sobre a importação de bens e serviços. O aumento das alíquotas passa a valer quatro meses após a publicação da MP.

De acordo com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a alta foi necessária para corrigir a distorção provocada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que eliminou o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da base de cálculo do PIS/Cofins das mercadorias importadas. Segundo ele, o governo espera obter R$ 700 milhões neste ano com os tributos sobre as mercadorias importadas.

Fonte: 247

Tópicos:
visualizações