Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

Itaú Unibanco: Continua o desrespeito aos empregados e clientes

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
03/01/2013 - 15:57
img-6663-1912472.JPG

           

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

            

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

            O Itaú Unibanco continua com a sua prática injustificável de desrespeito aos seus empregados e clientes ao exporem em agências sem climatização.

            Em nome da segurança, os bancos constroem verdadeiros caixotes de vidros, sem nenhuma ventilação natural. Diferentemente de outras instituições financeiras, o Itaú não providencia fontes alternativas de climatização quando os equipamentos estragam, como por exemplo aparelhos portáteis de ar condicionado.

            Com esse comportamento o Itaú vem constantemente expondo as pessoas a situações vexatórias ocasionadas pelo calor insuportável em suas unidades. Os empregados estão sendo acometidos de doenças ocupacionais.

             Na agência 4467-Garavelo, em Aparecida de Goiânia(GO), por exemplo, o sistema de climatização não funciona desde a última sexta-feira, 28. Ontem mesmo uma funcionária passou mal, teve problemas de pressão, mas teve que continuar trabalhando até o fim do expediente. Clientes molhados de suor aguardavam pelo atendimento naquela unidade.

            Na manhã de ontem, 2, o Sindicato voltou a procurar o representante da Superintendência de Relações Sindicais do banco em Goiânia, Walmir Toledo de Oliveira, visando solução definitiva para o problema que vem constantemente acontecendo em Goiás. Também manteve contatos com os gerentes geral e operacional da Ag. Garavelo, que afirmaram que as providências por parte da agência já foram tomadas, mas que a solução do problema depende de assistência da empresa que instalou os equipamentos, pois ainda se encontram em garantia.

            Como o banco não quer gastar dinheiro com fontes alternativas de climatização, visando apenas o lucro, acaba chamuscando a sua própria imagem pelo descompromisso com a saúde dos seus empregados e com as condições de atendimento dos clientes e usuários do sistema financeiro.      O departamento jurídico do Sindicato está ultimando as providências que o caso requer.

 

Agência volta ao normal

Atualização às 15h

           

            As 14h30min desta quinta-feira, 3, o Sindicato esteve na agência Garavelo e constatou que a climatização daquele ambiente havia sido restabelecida.

 


Tópicos:
visualizações