Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

Isonomia não foi desta vez

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
15/10/2014 - 16:05

Infelizmente a isonomia não avançou este ano e deve voltar à mesa de negociações para 2015. Os direitos foram suprimidos dos novos empregados da Caixa e BB pelas resoluções 10/95 e 9/96, do Conselho de Coordenação e Controle das Empresas Estatais (CCE/Dest). Vários benefícios, porém, foram reconquistados através de árduas lutas e greves dos bancários e hoje integram o patrimônio econômico e social dos empregados dessas instituições financeiras. No intuito de dificultar as negociações, BB e Caixa apresentaram falsas alegações de que dependeriam de lei para voltar a praticar a igualdade de direitos nessas instituições. Na verdade, nada impede o atendimento da reivindicação, pois a retirada dos benefícios foi feita por resoluções e não por leis, bastando boa vontade política do governo e dos bancos para acabar com a discriminação. Os bancários contam com a força de seus movimentos de negociação salarial para abrir caminhos para conseguir esses avanços, que certamente estarão na pauta da campanha salarial de 2015.

CLIQUE AQUI e veja o informativo Jornal Últimas

Tópicos:
visualizações