Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

Impacto da correção da tabela do Imposto de Renda será de R$ 5,3 bilhões

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
02/05/2014 - 10:18

O Ministério da Fazenda informou nesta quarta-feira (1º), em nota oficial, que Orçamento de 2015 terá um aumento de despesas de R$ 5,3 bilhões por causa da correção da tabela do Imposto de Renda das Pessoas Físicas (IRPF), anunciado ontem durante pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em cadeia nacional de rádio e TV.

Como a lei orçamentária de 2015 ainda não foi elaborada, esse gasto terá que ser incluído no projeto de lei orçamentária que será enviado pelo Executivo ao Congresso até o fim de agosto.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que fixa os parâmetros para elaboração da lei orçamentária, já está tramitando e terá que sofrer ajustes para incorporar a correção da tabela do IR. A Fazenda não explicou qual será a fonte de recursos usada para financiar essa nova desoneração tributária ou se haverá uma redução da meta de superávit primário para acomodar o gasto. A LDO estabelece um resultado mínimo para as contas públicas de 2% do PIB para 2015.

Com a correção da tabela do IR, a parcela isenta passará dos atuais R$ 1.787,77 para R$ 1.868,22 em 2015. O governo também elevou os limites de isenção para aposentadorias e pensões, a dedução anual com instrução e dependentes e o valor da dedução para quem declara por meio do formulário simplificado.

A alteração no IRPF será feita por meio de medida provisória e terá que ser aprovada ainda este ano pelo Congresso para que possa entrar em vigor no ano que vem.


Fonte: Valor Econômico


Tópicos:
visualizações