Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

Comércio exterior: Balança comercial goiana registra quatro recordes

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
04/07/2014 - 09:17

Em junho, saldo comercial atingiu superávit de US$ 313 mi e exportações, o melhor mês da história. No semestre, resultados superaram expectativas

A balança comercial goiana registrou quatro recordes no mês passado. Primeiro, as exportações tiveram o melhor resultado para o mês de junho em toda a história, com o total de US$ 618,3 milhões, o que representa aumento de 9% em relação a junho de 2013. Também o saldo comercial de US$ 313 milhões foi recorde para o mês, já que as importações foram de US$304,7 milhões, com queda de 25,2%.

Outro recorde foi registrado pelas exportações no semestre, com US$ 3,6 bilhões vendidos ao exterior e crescimento de 4,6% na comparação com janeiro a junho do ano passado. No mesmo período, as exportações brasileiras caíram 3,4%.

Também o saldo comercial foi recorde no semestre ao chegar a US$ 1,5 bilhão, com alta de 66,5% ante 2013, já que as importações ficaram em US$ 2,1 bilhões. No caso, o superávit é ainda mais representativo se comparado com o resultado da balança brasileira que apresentou déficit comercial de US$ 2,49 bilhões no período.

Ao apresentar ontem os números, o secretário de Indústria e Comércio, William O’Dwyer, ressaltou que a evolução da balança comercial goiana é um caminho sem volta. “O trabalho dinâmico desenvolvido pelo setor produtivo goiano já é considerado como referência para diversos Estados brasileiros”. Segundo o secretário, o resultado é fruto de uma política agressiva de busca por novos mercados lançada pelo governo de Goiás, que sempre apoiou os empresários goianos com capacidade de produzir mercadorias com qualidade e preços competitivos.

O secretário também lembrou que as exportações goianas continuam aumentando a participação nas vendas brasileiras ao mercado externo. De acordo com ele, no primeiro semestre do ano passado, Goiás participava com 3%, saltando agora para 3,31%. “O mais importante é que crescemos em escala consistente e gradual nos últimos anos”, afirmou.

Negócios

No ranking das exportações, a soja continua como o produto goiano mais vendido. Na sequência, vêm o complexo das carnes, ferroligas, sulfeto de cobre, couro, ouro, açúcar, amianto, outros produtos de origem animal e preparações alimentícias. Na relação de compradores dos produtos goianos, destacaram-se a China, Holanda, Hong Kong, Rússia, Índia, Estados Unidos, Reino Unido, Itália, Espanha, França e Irã.

Os produtos farmacêuticos encabeçaram a lista dos principais produtos importados por Goiás. Esse grupo foi responsável por 32,65% das compras goianas no mercado externo, com destaque também para os veículos e suas partes, adubos ou fertilizantes, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, produtos químicos orgânicos, instrumentos e aparelhos de óptica e fotografia, entre outros. Os países de origem das importações goianas foram Japão, Alemanha, Estados Unidos, Coreia do Sul, Tailândia, China, Suíça, Rússia, Índia e Canadá.

Fonte: Jornal O Popular

Tópicos:
visualizações