Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

BRADESCO: Bancários lutam por valorização e respeito

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
14/05/2013 - 09:58

          A campanha nacional de valorização dos empregados do Bradesco teve como ápice em Goiás o ato público realizado no dia 10 de maio, que paralisou a agência Praça do Bandeirante, em Goiânia. As principais reivindicações são a criação de Plano de Cargos e Salários (PCS), melhores condições de trabalho, fim das demissões e do assédio moral, respeito à saúde, segurança para empregados e clientes na rede de agências, fim das metas abusivas e das filas, além de auxílio-educação para todos os empregados.

          A instituição financeira, que está completando 70 anos, obteve lucro de R$ 2,9 bilhões no primeiro trimestre e no mesmo período cortou cerca de 600 empregos em todo o país. Sua prática de cobrar abusivamente o cumprimento de metas vem acometendo os empregados por doenças ocupacionais como LER/DORT, depressão, síndrome do pânico dentre outras.

         “Outra irregularidade praticada pelo Bradesco é a falta de portas giratórias com detectores de metais em várias agências, em flagrante desrespeito à legislação. A ilegalidade pela falta de equipamentos de segurança nas unidades do banco também constitui enorme desrespeito aos empregados e clientes que ficam vulneráveis às ações de marginais, que têm acesso livre em várias agências da instituição”, afirma Sergio Luiz da Costa, presidente do Sindicato dos Bancários de Goiás.

Click no arquivo abaixo e veja o informativo completo:

ano-xliii-n-02-informativo-oficial-1137181.pdf
Tópicos:
visualizações