Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

Bancos públicos: Juros cairão mais e PIB será de 4%, diz Mantega

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
28/12/2012 - 08:56

Brasília - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, declarou ontem que mantém em 4% sua previsão para o crescimento da economia brasileira, valor que está acima dos 3,3% de expansão estimados pelo mercado financeiro para o ano que vem. E que os bancos públicos - Banco do Brasil e Caixa - continuarão a reduzir taxas de juros.

Segundo ele, o ano de 2013 começará com “condições muito melhores”. “Vamos ter redução de energia elétrica, vamos começar com os juros mais baixos da nossa história, ou seja, com custo financeiro reduzido, com um câmbio mais elevado, a R$ 2, R$ 2 e pouquinho (cotação do dólar). Em janeiro de 2012, era de R$ 1,65”, afirmou.

Em sua visão, a taxa de câmbio pouco acima de R$ 2 por dólar dá mais competitividade para o setor industrial. “Nós terminamos este ano com o setor industrial crescendo 1,5% no terceiro trimestre e com a agricultura indo bem. E esperamos uma melhoria do setor de serviços, que no terceiro trimestre deixou a desejar (no terceiro trimestre de 2012)”, acrescentou.

Sobre as taxas cobradas nas operações de crédito disse que os bancos públicos continuarão reduzindo suas taxas para os clientes em 2013, mesmo com a perspectiva do mercado financeiro de que a taxa básica da economia, definida pelo Banco Central a cada 45 dias, permaneça estável em 7,25% ao ano até o fim do ano que vem.

“Os bancos públicos vão continuar reduzindo os juros. Apesar de os juros terem caído bastante ultimamente, ainda estamos defasados em relação ao resto do mundo. No Brasil, se pratica juros elevados. Então, temos condições de ter uma trajetória benigna em relação aos juros”, declarou.

1.253735

Fonte: Jornal O Popular


Tópicos:
visualizações