Atenção! Você está utilizando um navegador muito antigo e muitos dos recursos deste site não irão funcionar corretamente.
Atualize para uma versão mais recente. Recomendamos o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.

Notícias

Auditoria: Déficit é maior na Previdência Social do setor público

Facebook
Twitter
Google+
LinkedIn
Pinterest
Enviar por E-mail Imprimir
04/12/2014 - 09:42

Brasília - O déficit da Previdência Social de 1 milhão de servidores públicos da União e militares já é maior do que o dos 24 milhões de trabalhadores da iniciativa privada que recebem pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A Previdência virou “uma sangria desatada não contida”, segundo o ministro Aroldo Cedraz, eleito ontem o novo presidente do Tribunal de Contas da União (TCU).

Os dados sobre os déficits da Previdência estão numa auditoria aprovada ontem pelo Tribunal que fez várias recomendações ao governo no sentido de rever a política de déficits da Previdência. Para ele, o sistema ameaça quebrar “se não forem tomadas medidas em tempo hábil”.

Segundo o relatório, a despesa do governo com todo o sistema de Previdência (INSS, servidores e militares) chegou a R$ 446 bilhões em 2013, o que alcançou pouco mais de 1,1% do Produto Interno Bruto (PIB).

Pelo relatório, isso significa que o custo foi o dobro do que o País gastou com saúde, educação e assistência social juntas.

A maior preocupação é que essa despesa vem crescendo muito acima do crescimento do PIB e até mesmo da inflação. Segundo os dados, o gasto em 2009 foi de R$ 291 bilhões. Isso significou um aumento de 11% ao ano no período.

Como a arrecadação também não acompanhou o crescimento da despesa, isso gerou déficits bilionários no sistema que são cobertos com recursos do Tesouro da União.

Fonte: Jornal O Popular

 

Tópicos:
visualizações